A BANDEIRA DA PAZ
21/11/2011

Por Milton Baccin - Advogado – OAB/SC 5113.

Outubro de 2011

 

 Há poucos dias tive a honra de participar como painelista no  Congresso Internacional de Direito Alternativo, nas dependências do CESUSC, realizado entre os dias 26 e 29.10, onde o tema era A BANDEIRA DA PAZ NA JUSTIÇA BRASILEIRA. Diversos assuntos foram debatidos, em especial sobre a conciliação e outros problemas que a sociedade enfrenta no seu cotidiano. Impressionou-me ouvir opiniões, ao final, segundo as quais, os presentes, em sua maioria, pensam que serão necessários mais  quatrocentos anos para serem resolvidos ou diminuídos problemas como a corrupção, violência, saúde, segurança e resposta rápida e eficaz do Poder Judiciário na parte que lhe toca.

 

Não, não podemos aceitar isso. Não podemos aceitar o desvio de 85 bilhões de reais a cada ano, o equivalente a 2,3% de toda a riqueza produzida pelo País, quantia que seria suficiente para fazer investimentos públicos e resolver os principais sérios problemas brasileiros, sem nenhuma punição exemplar aos envolvidos.

 

A imprensa tem limitações, é verdade, porque não se trata de um poder constituído, mas penso que a grande imprensa falada e escrita pode fazer mais, mais denúncias e mais campanhas educativas.

 

Não é impossível mudar para melhor se começarmos imediatamente pelas instituições, porque cabe aos homens modificá-las, quando necessário, e concomitantemente, cada um de nós, independentemente de raça, credo, sexo, profissão e idade, fazermos a nossa parte para termos um lugar respeitado e respeitável para viver. Nesse contexto, também as celebridades, a classe artística e os cidadãos notáveis, que estão sumidos, também fariam uma enorme diferença. Vamos acordar, pois embora tenhamos avançado em muitos pontos,  precisamos de um futuro que não seja de glórias, mas de oportunidades para todos, com menos fome, miséria, violência, injustiça, corrupção e desemprego!

(Publicado no Jornal Diário Catarinense, datado de 22/11/2011)